12 dicas para compor músicas facilmente: você vai adorar!

Pode ser um grande desafio compor melodias inesquecíveis e pensar em letras criativas ao escrever uma música. Existem muitas dicas para compor músicas que podem te ajudar a alcançar um resultado perfeito para suas criações.

As melodias flutuam na sua cabeça? Você visualiza as letras na sua mente? Se a resposta for sim, é hora de começar a escrever uma música. E escrever músicas trata-se de um processo pessoal. É tudo sobre voltar-se a si mesmo para encontrar essa melodia perfeita. Portanto, a melhor maneira de criar a música perfeita é conhecer o básico da composição.

Confira estas 12 dicas para compor músicas facilmente, e antes que você perceba, você estará no palco cantando ou tocando sua música para uma plateia de verdade!

6 dicas para compor músicas que toda alma criativa precisa conhecer

1. Procure inspiração

Essa é a maneira mais fácil e direta de obter ideias para uma nova música. A inspiração pode ser encontrada em quase qualquer lugar. Mas geralmente o primeiro passo para encontrar inspiração é olhar a música de outros artistas.

Isto não é segredo. Mas existe uma maneira melhor de encontrar essa faísca do que apenas pesquisar a lista de reprodução no Spotify para se inspirar.

Em vez disso, aqui estão algumas maneiras de garantir que você encontre a inspiração que procura:

  • Vá em busca de músicas antigas. Em vez de olhar para o que é tendência no momento, olhe para as músicas atemporais que podem ter sido criadas anos, até décadas atrás. Afinal, elas são atemporais por um motivo;
  • Escolha 2 ou 3 de suas faixas favoritas e ouça elementos específicos nelas. Tente descobrir quais partes o atraíram para essa música e tente recriá-las;
  • Vá a um show ao vivo e observe como uma música específica fez você se sentir. Em seguida, tente traduzir as emoções que você sentiu em sua própria música. Esse é o objetivo de criar música para muitos produtores: comunicar emoções.

2. Conheça seu software

Dentre as dicas para compor músicas, essa é indispensável. Uma das coisas que você pode fazer para se preparar melhor para escrever músicas é familiarizar-se com qualquer software usado regularmente. Isso beneficiará você, porque o seu software é a principal ferramenta usada na produção.

E quanto melhor você conhece seu software, mais fácil é tirar ideias de sua cabeça e traduzi-las para sua DAW (Digital Audio Workstation – em português: “estação de trabalho de áudio digital”).

Existem diversas maneiras de aprender a ser mais eficiente no que diz respeito à sua DAW, não importa qual software você esteja usando.

3. Pense fora da caixa

Quando nada lógico está funcionando, por que não tentar algo um pouco ilógico?

Aqui estão algumas técnicas estranhas que podem ser usadas para criar novas ideias para as músicas:

  • Toque mais de uma música ao mesmo tempo em alto-falantes diferentes. Isso é chamado de música aleatória, o que significa que você está deixando parte de seu processo de escrita para completar o acaso;
  • Use a ferramenta de desenho na sua DAW para rabiscar notas. Essa é outra forma de música aleatória. 90% disso vai parecer descartável, mas fique com as partes que realmente parecem boas e você ficará surpreso.

4. Não espere a inspiração chegar

A inspiração pode ser uma grande ajuda, mas se você estiver escrevendo apenas quando estiver inspirado, não receberá a prática necessária para escrever mais rapidamente.

Pensar de forma criativa é como tocar um instrumento. Portanto, é preciso prática, mas quanto mais você faz, mais fácil é. É por isso que é importante escrever com frequência.

Você deve escrever músicas regularmente. Desse modo, isso se torna muito parecido com o modo como seus dedos se acostumam à forma de um acorde. Quanto mais você reproduz, mais rápido você pode reproduzi-lo.

E o mesmo vale para metáforas e melodias. Você não precisa esperar a inspiração chegar até você. Você precisa ensinar seu cérebro a pensar criativamente a qualquer momento.

5. Termine a música mesmo que seja ruim

Mesmo se você escrever o tempo todo, não será de muita ajuda se você nunca terminar o que começou. Sabe-se que vários dos maiores compositores escreveram centenas, até milhares de músicas.

Eles foram capazes de desenvolver suas habilidades porque escreviam e registravam tudo com frequência. Além disso, focavam em escrever uma música até o final, em vez de escrever uma música perfeita.

Embora possa ser tentador colocar esforço dia após dia para garantir que tudo pareça perfeito, o perfeccionismo não é tudo. Logo os dias se tornam semanas, semanas se tornam meses, e você desistiu da música. Portanto, uma das dicas para escrever músicas mais imprescindíveis é: quando você começar uma música, escolha um prazo no futuro próximo e cumpra-o.

As primeiras músicas que você escrever nesta agenda curta definida não serão perfeitas. De fato, você pode odiá-las. O importante é que agora você sabe que pode escrever rapidamente.

E, ao continuar fazendo isso, você se acostumará a pensar criativamente, mais rapidamente. Com várias músicas concluídas, você pode identificar facilmente áreas onde sua escrita pode melhorar.

6. Não há resposta errada na composição musical

Escrever música é uma daquelas coisas que você pode fazer e nunca cometer erros. Algumas melodias são mais cativantes do que outras, e todos escreverão algumas estrofes ruins. Está tudo bem, já que é por isso que temos revisões.

Lembre-se disso enquanto escreve uma música: isso fará você se sentir melhor e evitará o bloqueio de escritores.

 

6 dicas para compor música na prática

Depois da teoria, vem a parte prática. E aqui listamos mais algumas dicas para compor músicas na prática. Essa é apenas uma abordagem para a composição, mas é usada por muitos músicos profissionais e funciona.

1. Começando pelo título

Pense em criar uma frase que possa resumir qual o significado emocional da sua música. Use imagens ou palavras de ação no seu título que possam gerar energia e interesse para quem lê.

2. Liste as perguntas sugeridas pelo título da música

Pergunte a si mesmo o que você quis dizer com o que escreveu para o título. Ou, ainda, o que você acredita que os ouvintes gostariam de saber. Liste as perguntas que surgirem.

Dentre elas, inclua:

  • Qual o significado do título?
  • Como ele faz você se sentir?
  • O que levou a esse acontecimento?
  • O que você espera conseguir atingir no coração das pessoas através desse título?

3. Estruture bem suas músicas

Hoje em dia, uma estrutura para música muito popular é: verso / refrão / verso / refrão / ponte / refrão.

Diversos sucessos da atualidade costumam adicionar ainda mais uma secção, porém, curta, que é conhecida como “pré-refrão”. Também conhecida como “elevação”, essa seção encontra-se entre o verso e o refrão, criando uma antecipação diferente para a música,

4. Conte uma história

Isso não é tanto uma regra, é mais uma escolha pessoal. No entanto, independentemente do que estiver compondo, sempre escreva uma história.

Você pode até não começar com uma história, mas sempre se constrói possibilitando ditar os próximos passos, musicalmente. E embora a narrativa musical possa ajudar no final da composição, ela incrivelmente melhora a experiência auditiva.

5. Adicione acordes à sua melodia

Alcançar bons resultados leva tempo. Portanto, é ideal que você possa tentar tocar um padrão de acordes mais simples e repeti-los incansavelmente.

Continue tocando as melodias e os acordes que você já sabe até alcançar o que gosta. Então, depois de conseguir chegar a um verso e um refrão, basta criar uma transição entre eles.

6. Grave sua música

Lembre-se de praticar as partes instrumentais e vocais até se sentir confortável com cada acorde, cada nota, cada palavra. À medida que você não precisar mais se concentrar em tocar ou cantar sua música, poderá dar atenção à emoção dela.

Uma dica valiosa é tentar cantar como se estivesse conversando com alguém. Tenha tudo gravado na sua cabeça, até se lembrar de todos os detalhes da música. Mantenha tudo fresco na sua mente, tanto as emoções quanto a própria música.

O que fazer com sua música? Conheça a importância do registro

Depois de usar algumas das dicas para compor músicas que listamos ao longo do texto, você deve estar se perguntando o que fazer com sua música. Provavelmente, se você chegou a compor a letra e a melodia de uma música, quer se assegurar de que ela será sua, certo?

Portanto, para isso, é importante que você registre sua obra. Uma música, depois que registrada, pertencerá a você e não poderá ser plagiada.

A Autoria Fácil é a solução mais rápida, prática e segura para você registrar e, assim, proteger todas as suas obras artísticas. Isso desde suas melodias, acordes e letras, até a música finalizada.

Nós o ajudaremos durante todo o processo de registro, com uma assessoria completa. Em resumo, após registrar sua música com a Autoria Fácil, você obterá um certificado em PDF. Ele será assinado eletronicamente, o que assegura a inviolabilidade do conteúdo.

Além disso, esse certificado contém um timestamp que é emitido por uma autoridade credenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Informação, o ITI. Dessa maneira, o seu certificado terá reconhecimento e validade em mais de 176 países. E, claro, tudo isso estará ao seu alcance por um valor que cabe no seu bolso!

Seguindo todas as nossas dicas para compor músicas facilmente, não deixe de entrar em contato com a Autoria Fácil para proteger sua canção!

2 thoughts on “12 dicas para compor músicas facilmente: você vai adorar!

    • Giovanna Cóppola says:

      Olá, Augusto. Tudo bem?
      A Autoria Fácil fica muito feliz com o seu comentário. É uma satisfação poder ajudá-lo!
      Volte sempre ao blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.